- www.voarlivre.com - Voar Livre: uma emoção que merece ser vivida -
 

 


 

 

DICAS GERAIS PARA PILOTOS INICIANTES

 

-importancia do treino em solo

muitos pilotos acabam seu curso de vôo, fazem seus primeiros vôos de montanha e acham que o treinamento em solo não é mais necessário. Um grande erro. Somente o treinamento de inflagem em solo permite o piloto evoluir no controle do equipamento no momento de sua decolagem.

Existem três maneiras de corrigir uma inflada do parapente: com os freios, correndo para baixo da vela e jogando o corpo na selete para o mesmo lado que você atuar no freio. Se você já treinou bastante com vento de fraco a moderado, procure treinar agora com o vento um pouco mais forte(entre 30 e 35km/h): é muito divertido e vai lhe ajudar a decolar da montanha em dias de vento forte.

 

-importância de manter uma freqüência de vôo

Se você iniciou no vôo a pouco tempo (menos de 1 ano) procure manter uma freqüência de pelo menos 1 vôo a cada semana. È natural que o piloto iniciante se se sinta adrenado até ter intimidade com o esporte. Se você já voa a mais tempo, também procure manter uma freqüência de pelo menos 1 vôo a cada 2 semanas para não perder a sensibilidade que você já adquiriu.

 

-aproximação de pouso

uma das grandes dificuldades dos pilotos iniciantes é adquirir a noção de velocidade, altura e tempo certo de fazer a última curva para entrar na reta final para pouso. Uma dica para facilitar um pouso de precisão é, durante a "aproximação em 8", atuar levemente os dois freios, isto irá reduzir a sua velocidade e você terá mais tempo para assimilar seu momento adequado de pousar.

 

-voo de lift vôo de lift

na praia, e no continente no inicio do dia ou no final de tarde é recomendado para pilotos iniciantes e ocasionais, que querem curtir um vôo básico e sem stress com turbulências e colapsos. Em ambos os casos o piloto deve ficar atento a possiveis locais onde pode haver o efeito Venturi (afunilamento que acelera o vento em determinados locais), áreas de rotor, vento forte se aproximado e tambem a grandes tempestades se formando proximo a área de voo (as nuvens CB, comuns no verão).

 

-voo de térmica

é um segundo estagio do vôo, onde o piloto agora busca ganhar altura, seja para curtir o visual mais alto, para voar grandes distâncias ou para fazer acrobacias. Aprender a voar em térmicas requer muito estudo e empenho do aluno – você precisa aprender a enxergar algo que não é visível aos olhos, mas que deve ser enxergado com a sensibilidade e com a mente.

Quando você encontrar uma térmica, tente sentir qual lado do parapente esta te puxando mais para cima – se você sentiu uma força maior no seu lado direito, você devera frear o lado direito pois é neste lado que a térmica esta mais forte. Mas você não deve iniciar a curva imediatamente quando sentir a térmica, você deve esperar alguns segundos (entre 5 e 10s) ate que você entre mais na térmica, de modo que quando você iniciar o giro você faça uma curva dentro da área que você sentiu a primeira puxada para cima.

 

 


  DESTAQUES

 

Veja a galeria:
Leia mais >

Image 1
Voo Duplo de Parapente
Leia mais >

Image 2
Curso: Aprenda a Voar
Leia mais >

Image 2
Equipamentos
Leia mais >